• Bio Arte 1

    O artista mexicano Diego Rivera pintou seu primeiro mural na Escola Nacional Preparatória, em 1922.

    Veja mais

  • Arte 1 em Movimento

    O músico japonês Ryuichi Sakamoto contracenou com David Bowie no filme “Furyo” em 1983.

    Veja mais

  • Arte 1 Nacional

    O músico Dominguinhos ganhou o Grammy Latino de melhor álbum de música de raizes brasileiras em 2012.

    Veja mais

  • Um Café Lá em Casa

    O baterista carioca Robertinho Silva trabalhou ao lado do músico Milton Nascimento por mais de 25 anos.

    Veja mais

Inocência perdida

Inocência perdida

Escrito, produzido e dirigido pelo cineasta francês Louis Malle, o filme “Adeus, Meninos” usa a amizade para tratar de assuntos complexos como o nazismo e o colaboracionismo francês com a polícia alemã na Segunda Guerra Mundial. Baseado nas lembranças do próprio diretor em sua infância, o filme conta a história de um garoto francês que se aproxima de Jean, um novo aluno judeu. O enredo é um retrato da perda da inocência em meio à guerra, e é contado a partir dos olhos de uma das crianças.

Primeira produção de Malle depois que voltou à França dos EUA, a sobriedade de cores e de luz ganha destaque. Crítico aos valores burgueses, o diretor tem outras obras com temáticas polêmicas como adultério, libertação feminina, suicídio e incesto. A produção venceu em sete categorias do prêmio César e foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro original, ambos em 1988.

Assista “Adeus, Meninos” na sexta (03), à 0h. Clique aqui para horários alternativos.