• Bio Arte 1

    A atriz belga Audrey Hepburn foi convidada para interpretar Anne Frank no filme sobre a jovem judia.

    Veja mais

  • Arte 1 Na Dança

    A holandesa Mata Hari ficou conhecida como espiã durante a Primeira Guerra Mundial, além de bailarina.

    Veja mais

  • Arte 1 Nacional

    O filme “Os Inquilinos”, de Sergio Bianchi, foi premiado pelo roteiro no Festival do Rio em 2009.

    Veja mais

  • Geografia da Arte

    O francês Henri Cartier-Bresson fotografou o líder indiano Gandhi um dia antes de sua morte na Índia.

    Veja mais

Ícone do faroeste

Ícone do faroeste

   Ambientado durante a expansão norte-americana em direção à costa oeste no séc. XIX, o filme “Rastros de Ódio” remonta o enfrentamento entre índios nativos e caubóis que se aventuravam pelo oeste selvagem. Lançada em 1956, a produção conta a história de Ethan Edwards, um veterano de guerra em busca de suas sobrinhas, as quais foram sequestradas após um ataque indígena ao rancho de seus irmãos. Ethan – interpretado por John Wayne – se torna obcecado por matar índios e revela seu racismo.

  Consagrado como o grande símbolo do faroeste, o norte-americano John Wayne já atuou em cerca de cem títulos do gênero, sendo coroado com o Oscar pela atuação em “Força Indômita”, de 1969. A presença do diretor norte-americano John Ford também se mostra expressiva no cenário do velho oeste: o norte-americano conta com um repertório avaliado em mais de 60 filmes dentro temática. Embora nunca tenha sido reconhecido pela academia por suas obras de faroeste, o diretor coleciona quatro prêmios Oscar por suas demais produções.

  Na época de seu lançamento, o filme foi indicado a diversos prêmios em festivais estadunidenses, incluindo o quarto lugar no Village Voice Poll de 1999, que ranqueava as melhores produções do século.